Autoconhecimento

4 dicas preciosas pra você começar a trabalhar o autoconhecimento

2021-07-08

4 dicas preciosas pra você começar a trabalhar o autoconhecimento

A chave para tomar melhores decisões, viver relacionamentos abundantes e ser autoconfiante é o autoconhecimento. Não adianta fugir, uma hora a vida começa a nos cobrar, caso ainda não tivermos tido tempo ou coragem de mergulhar neste universo infinito de desenvolvimento pessoal, por isso hoje daremos 4 dicas preciosas para você começar a trabalhar o autoconhecimento.

dicas autoconhecimento
Foto: Giulia Bertelli / Unsplash

1. Seja você mesmo

Vivemos em um mundo repleto de moldes e expectativas, o que nos faz acreditar que para atingirmos os nossos objetivos nós precisamos nos encaixar nesses moldes. Ninguém nos ensina, nem na escola e nem em casa, salvo raríssimos casos, que nós podemos criar o nosso próprio sistema, o nosso próprio molde, baseado em nossos valores e vontades. E assim, vamos criando uma geração de frustrados, que vivem um sentimento avassalador de inadequação, somado ao medo constante de não agradar. Quando você não se encaixa no sistema, o problema não está nas expectativas que o sistema deposita em nossas vidas, mas em nós mesmos. E agora eu te pergunto: você está sendo fiel a você mesmo ou vivendo para agradar os outros Quanto mais presentes e conscientes de que nossas escolhas, mais podemos ser nós mesmos, independentemente dos julgamentos. Siga o seu caminho e entenda: na maioria das vezes o julgamento alheio diz muito mais sobre o outro do que sobre você mesmo

2. Pare de se autosabotar

Como se a vida já não tivesse desafios suficientes, frequentemente nós também precisamos enfrentar um sabotador, que na maioria das vezes somos nós mesmos. Existem diversos níveis de autossabotagem, mas ela se caracteriza por ser uma atitude que nos prejudica e o pior é que muitas vezes a gente se sabota em uma coisa que estávamos sonhando há tempos. 

Uma das facetas da autossabotagem é que ela sempre nos revela uma crença limitante, um medo, uma insegurança, um apego, uma resistência, algo que precisamos trabalhar no caminho do autoconhecimento. Na maioria das vezes as pessoas se sabotam porque estão em busca da perfeição. Quantas vezes nós desistimos de algo que queríamos tanto, por medo de fracassar? E em busca da perfeição inalcançável, a gente vai desistindo de nossas capacidades, ficamos remoendo questões que consomem toda a nossa energia e ficamos paralisados.

A única maneira de parar de uma vez com todas com a autossabotagem é através da coragem: coragem de encarar todas as suas facetas, suas qualidades, seus defeitos, onde você precisa melhorar. O começo pode ser duro, mas esse é um caminho que não tem mais volta!

3. Abandone o perfeccionismo

O perfeccionismo nos leva a pensar em duas questões: a dos hábitos e a da autoflagelação. Se você quiser incorporar um novo hábito em sua vida, começar a fazer esporte, comer mais saudável, ótimo. Mas hábitos levam décadas para serem incorporados, o ser humano simplesmente não dá conta de mudar tudo ao mesmo tempo e está tudo bem. 

E em relação ao autoflagelo, por que nós temos muito mais facilidade em perdoar o outro do que a nós mesmos? Seja mais gentil com você, olhe para tudo o que você já conquistou até agora, ao invés de focar no que ainda precisa ser feito. Sempre tem uma parte que falta, assim é a vida do ser humano e é isso também que nos dá combustível para continuar lutando e indo atrás de nossos sonhos. Quando você se cobra demais, você cultiva a vida que não quer levar, entende o paradoxo? Pare de procurar pela perfeição, seja no próximo ou em você. Ela é causa de frustração e sofrimento, aprenda a comemorar pequenas conquistas e faça aquilo que está ao seu alcance com as ferramentas que você tem disponível hoje. 

4. Expresse sua voz no mundo

Você está sabendo se expressar, mostrar sua verdadeira essência sem a preocupação constante de atender as expectativas alheias? Não podemos falar de autoconhecimento sem falar de crenças e de tudo que nos marcou na vida. E muita coisa que a gente experienciou no passado faz com que a gente perca nossa potência, são crenças, são ruídos. E crenças nada mais são do que as lentes pelas quais a gente enxerga o mundo.

Eu vou dar um exemplo: quando crescemos em um ambiente muito rígido e intolerante ao erro, temos problemas de autoestima e dificuldade de manifestar nossa voz. O que está te impedindo de ser você mesmo? Lembre-se: a aceitação não deve ser buscada no lado de fora, mas sim no de dentro. Você precisa aprender a silenciar a mente, a revisitar o passado e a desconstruir esses ruídos que te impedem de viver a vida que você gostaria. Mais uma vez: o autoconhecimento é o único caminho possível!

Preste atenção nisso que eu vou te dizer: nossas ações são proporcionais às nossas vozes internas, nossas crenças, ou seja, se você acreditar que não é capaz, você vai dar um jeito de se sabotar e não conseguir, e assim confirmar que de fato não é capaz. Para descobrir o que está te impedindo de ser você mesmo e de se expressar como você gostaria, a primeira coisa que você precisa fazer é se colocar no lugar de observador. Observe quais são suas crenças limitantes, de onde elas vêm e movimente-se para dissolvê-las. Uma vida só pode ser vivida em sua totalidade quando nós temos a coragem de sermos nós mesmos. E isso não tem nada a ver com força ou com perfeição hein! Ser a gente mesmo é muitas vezes ser vulnerável, mas ser inteiro, ser íntegro com nossos próprios valores e sonhos

 

 

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube.