Alimentação

5 sinais de que você está com o corpo inflamado e como mudar isso

2021-06-02

author:

5 sinais de que você está com o corpo inflamado e como mudar isso

Já não é de hoje que sabemos da importância de uma alimentação equilibrada, mas a verdade é que o próprio significado de ‘alimentação equilibrada’ mudou nos últimos anos. Com as pessoas cada vez mais preocupadas com a saúde e em manter um estilo de vida saudável, nunca se falou tanto sobre inflamação do corpo. Por isso selecionamos 5 sinais de que você está com o corpo inflamado e o que você pode fazer para mudar isso.

corpo inflamado 1
Foto: Anna Pelzer / Unsplash

Mas antes vamos compreender o que é um corpo inflamado! Existem dois tipos de inflamação, que ocorrem como um mecanismo de defesa e são disparadas pelo sistema imunológico. Enquanto uma é a de alto grau e ocorre após um trauma ou uma lesão, a outra é uma doença silenciosa que acontece quando um tecido ou órgão está inflamado, e então ele começa a perder sua função clássica e por isso contribui para o surgimento de doenças metabólicas e crônicas. O que é importante que você saiba é que neste caso o que causa a inflamação é a alimentação.

corpo inflamado 2
Foto: Josh Millgate / Unsplash

Por isso, de uns tempos para cá, um novo termo surgiu: os alimentos inflamatórios. Quando consumidos em excesso, eles desencadeiam um processo inflamatório, que se não tratado, pode se tornar crônico e, a longo prazo, predispor a diversas doenças crônicas não transmissíveis como diabetes, alteração de colesterol e triglicerídeos, obesidade, artrite, entre outras. Agora vamos aos sinais de que seu corpo está inflamado:

1. Você está com problemas de memória e concentração

Entre os inúmeros efeitos nocivos do corpo inflamado, o estresse crônico, que é secundário à inflamação, geralmente leva o corpo a um estado de estimulação constante, especialmente do sistema nervoso simpático. E o resultado é que esse estado de alerta contínuo afeta seu sono, o que pode, por sua vez, prejudicar a memória e a concentração.

2. Você sente constantes dores musculares

O processo inflamatório faz com que as citocinas inflamatórias (proteínas relacionadas ao sistema imunológico) fiquem elevadas no corpo, o que pode provocar dor muscular e inchaço. Isso acontece porque a inflamação crônica danifica as fibras musculares, o que não só resulta em fraqueza, como afeta as artérias que passam pelo músculo.

3. Você tem alergias e erupções cutâneas

As erupções cutâneas são uma resposta ao sistema imunológico em relação a micróbios infecciosos, reações alérgicas e doenças internas, mas também podem indicar um corpo inflamado. Vermelhidão, bolhas, ressecamento da pele e inchaços com coceira são doenças da pele que podem indicar uma inflamação crônica.

4. Você está com pouca energia

Lembra que eu falei que o estágio secundário à inflamação é o estresse crônico, uma vez que nosso corpo está em estado de estimulação constante? Com o tempo, esse estado de alerta pode esgotar sua energia, te levando à fadiga generalizada. Isso sem contar que as doenças derivadas deste processo inflamatório, como doença hepática, psoríase e artrite reumatóide são doenças que naturalmente causam fadiga.

5. Você está com excesso de muco

Se você não sofrer de doenças como rinite e outras alergias crônicas, mas sentir seu nariz constantemente congestionado e catarro frequente na garganta, pode ter certeza: seu corpo está inflamado. Isso acontece porque as membranas mucosas produzem catarro para proteger as células epiteliais localizadas no revestimento do sistema respiratório.

 

Como desinflamar o corpo

Existem algumas mudanças no estilo de vida que ajudam a desinflamar o corpo, como se manter longe do estresse, limitar a quantidade de álcool e parar de uma vez por todas com o cigarro. No entanto, a medida mais eficaz é ter uma dieta anti-inflamatória, que consiste em consumir alimentos com propriedades anti-inflamatórias, a fim de restabelecer o equilíbrio e as defesas naturais do corpo sem o uso de medicamentos. Muito mais do que uma dieta para emagrecer, este tipo de alimentação é a chave da longevidade e previne doenças como câncer, diabetes, doenças cardíacas, entre outras.

Sendo assim, limite a quantidade de alimentos inflamatórios e aumente o máximo que você puder a ingestão de alimentos anti-inflamatórios. São eles: peixes, sementes, oleaginosas, frutas, legumes e vegetais, gengibre, inhame, alho, cebola e chá de ervas.

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube.