Sustentabilidade

Arquiteta francesa transforma roupas velhas em tijolos ecológicos

2021-05-13

author:

Arquiteta francesa transforma roupas velhas em tijolos ecológicos

A indústria da moda é uma das mais poluente do mundo, já que requer 70 milhões de barris de petróleo todos os anos. Isso sem contar que as fibras têxteis levam cerca de 200 anos para se decompor, mas a arquiteta francesa Clarisse Merlet parece ter encontrado uma boa solução. Sua empresa FabBRICK recicla os resíduos têxteis de roupas velhas em tijolos ecológicos, e além de prevenir o desperdício, ajuda o meio ambiente.

roupas velhas em tijolos 1

Para cada tijolo é necessário cerca de duas a três camisetas de material têxtil reciclado. O processo utiliza algodão, poliéster, elastano e PVC, que depois são misturados a uma cola ecológica e prensados em um molde. Embora não possam ser usados ​​na construção civil, os tijolos possuem muita serventia para fins estruturais. Disponíveis em quatro tamanhos diferentes, a empresa afirma que os tijolos são um excelente isolante térmico e acústico, ou seja, funcionam para divisórias de ambientes, paredes decorativas em lojas de varejo, e também podem ser utilizados na confecção de móveis.

roupas velhas em tijolos 2

Tudo começou quando Merlet ainda era uma estudante, e ficou chocada ao descobrir a enorme quantidade de resíduos têxteis globais. Depois de muita pesquisa e inúmeros testes, em 2019 a empresa recebeu apoio através de uma campanha de financiamento coletivo e usou os € 10.000 – quase 70 mil reais, para desenvolver uma máquina de tijolos para industrializar o processo de produção.

roupas velhas em tijolos 3

Por enquanto sua empresa está recebendo material têxtil triturado de um fornecedor na Normandia, França. No entanto, a arquiteta disse que o próximo passo é começar a utilizar máscaras descartáveis que vem sendo usadas durante a pandemia. Ela já mostrou um protótipo de um tijolo feito de máscaras cirúrgicas trituradas, o que pode ajudar o mundo a combater a questão do lixo sendo gerado durante o período pandêmico. “Ainda não sabemos como vamos vendê-lo, porque ainda precisa passar por uma série de testes de laboratório, principalmente testes de incêndio, mas a ideia é construir algumas pequenas peças de mobiliário e ver como funcionam”, explicou. De acordo ela, desde 2018 sua empresa já projetou mais de 40.000 tijolos, o que representa 12 toneladas de tecidos reciclados.

roupas velhas em tijolos 4 roupas velhas em tijolos 5 roupas velhas em tijolos 6

 

Fotos: Instagram/fab.brick

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube.