Sustentabilidade

Arquiteta indiana reutiliza pneus velhos para criar playgrounds coloridos e sustentáveis

2021-04-08

author:

Arquiteta indiana reutiliza pneus velhos para criar playgrounds coloridos e sustentáveis

Na natureza nada se perde, tudo se transforma! É a partir desta máxima que a jovem arquiteta indiana Pooja Rai vem reutilizando pneus velhos para criar playgrounds coloridos e sustentáveis. Ela é CEO da Anthill Creations, uma organização sem fins lucrativos que se dedica a criar projetos de playgrounds coloridos em escolas de todo o país.

playground_pneus velhos 1

Graças à iniciativa, pneus que antes levariam cerca de 600 anos para se decompor na natureza, se transformam em grandes esculturas, edifícios ou animais, combinados com estruturas clássicas de playgrounds infantis, como balanços, gangorras e ginásios.

playground_pneus velhos 2

“Vivemos em um mundo onde brincar, uma parte essencial do crescimento, agora é visto como um luxo e até mesmo considerado desnecessário”, explicou a arquiteta. Segundo ela, os indianos descartam cerca de 100 milhões de pneus todos os anos. Para lutar contra o descarte incorreto, sua empresa já conseguiu transformar esse lixo todo em 283 playgrounds. Todos os espaços são construídos com pneus descartados que são recolhidos, limpos e inspecionados em busca de qualquer coisa que possa representar uma ameaça para as crianças. Em seguida, eles são pintados e perfurados para garantir que a água da chuva não se acumule dentro. Além de garantir a diversão das crianças, sua iniciativa também ensina a importância de reciclar para o meio ambiente.

trilhos-de-pneus-2

A construção destes espaços de recreação é toda feita por 800 voluntários. Os parques infantis estão sendo feitos em escolas, parques públicos e até mesmo em campos de refugiados, sendo que cada um tem um determinado que as próprias crianças da região desejam. “Muitas vezes esquecemos a importância destes anos de crescimento. O direito de brincar deve ser considerado fundamental para o crescimento cognitivo, bem-estar físico e emocional de uma criança – acreditamos que é de fato um direito humano básico”, explica Pooja Rai.

Fotos: divulgação

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube