Sustentabilidade

Canadá aprova lei que passa a considerar plástico descartado como lixo tóxico

2021-06-07

author:

Canadá aprova lei que passa a considerar plástico descartado como lixo tóxico

Um dos países mais avançados no que diz respeito à luta a favor do meio ambiente, o Canadá acaba de aprovar uma lei ambiental primária que considera o plástico descartável como lixo tóxico. Atualmente apenas 10% do plástico descartado no país é reciclado, e a medida abre caminho para outras leis de redução desses resíduos. Aproximadamente 3,3 milhões de toneladas de plástico são descartadas no Canadá a cada ano, mas o país já vem tomando uma série de medidas para mudar este quadro.

plastico lixo toxico canada 1
Foto: tanvi sharma / Unsplash

Aprovada em maio, a nova lei também proíbe o uso de plásticos descartáveis como sacolas, canudos, embalagens de comidas e até talheres. No documento, o governo incluiu esses produtos na Classificação 1 da Lei Canadense de Proteção Ambiental, que lista todas as substâncias tóxicas presentes no país e prevê o gerenciamento de cada uma delas, considerando os potenciais riscos associados a poluição ambiental.

plastico lixo toxico canada 2
Foto: Dustan Woodhouse / Unsplash

Na prática, com a lei os plásticos descartáveis serão destinados a zonas de despejos diferentes, que tratarão o resíduo como outros itens tóxicos, como pilhas, baterias e insumos hospitalares. E para quem acha que a medida é radical, Karen Wirsig – a gerente de programa de Defesa Ambiental, diz que esse foi apenas o primeiro passo. “Precisamos reduzir a quantidade de plástico que é colocado no mercado e, portanto, no meio ambiente. Precisamos encontrar alternativas aos plásticos em muitos casos”, anuncia.

plastico lixo toxico canada 3
Foto: Brian Yurasits / Unsplash

Segundo ela, a intenção do governo é banir por completo o uso de plástico no país até 2030, e para que isso aconteça são necessárias algumas mudanças estruturais e culturais no país. “A reciclagem por si só não vai resolver esse problema. Gostaríamos de ver compromissos adicionais para, por exemplo, recipientes de bebidas recarregáveis ​​ou embalagens reutilizáveis ​​ou … metas de reutilização”, disse Karen. “Esse tipo de coisa vai realmente permitir o tipo de economia circular que queremos ver”, afirma.

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube.