Sustentabilidade

Chile aprova por unanimidade lei que proíbe embalagens plásticas descartáveis

2021-05-31

author:

Chile aprova por unanimidade lei que proíbe embalagens plásticas descartáveis

O Chile acaba de entrar para o hall de países que estão lutando a favor do meio ambiente através da proibição do uso de embalagens plásticas descartáveis. A legislatura do país aprovou por unanimidade uma lei que proíbe o material e ajudará a reduzir o lixo plástico do país em mais de 23 mil toneladas por ano.

chile embalagens plasticas descartaveis 1
Foto: tanvi sharma / Unsplash

A nova lei foi desenvolvida com a ajuda das organizações sem fins lucrativos Oceana Chile e Plastic Oceans Chile e tem como alvo os plásticos de uso único na indústria de alimentos. A iniciativa também introduzirá uma certificação para plásticos compostáveis, incentivando empresas que desenvolvam novas alternativas ao plástico.

chile embalagens plasticas descartaveis 2
Foto: Jasmin Sessler / Unsplash

“Depois de mais de dois anos de trabalho árduo, podemos comemorar uma grande vitória para o meio ambiente, para o Chile e para o mundo inteiro”, comemorou Mark Minneboo, diretor da América Latina da Plastic Oceans International, em um comunicado à imprensa. Segundo ele, apesar de ambicioso o projeto visa reduzir a poluição de plástico descartável ao proibir que itens difíceis de reciclar sejam servidos em restaurantes ou por meio de serviços de entrega.

chile embalagens plasticas descartaveis 3
Foto: Jasmin Sessler / Unsplash

Além do programa de certificação dos plásticos compostáveis ​, a lei também exige que as empresas de bebidas informem os clientes sobre a importância das garrafas reutilizáveis ​​e determina que qualquer estabelecimento que venda bebidas ofereça alternativas reutilizáveis ​​às garrafas plásticas descartáveis.

chile embalagens plasticas descartaveis 4
Foto: Brian Yurasits / Unsplash

O objetivo é fazer com que o Chile se transforme gradualmente em uma economia circular que gere menos resíduos e inspire outros países a fazer o mesmo. “Podemos concluir que esta lei vai mudar um paradigma, deixando para trás uma cultura do descartável ao recuperar o que é reutilizável”, acrescenta o diretor jurídico da Oceana Chile, Javiera Calisto.

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube.