Tecnologia

Cientistas criam plantas que brilham e iluminam ambientes

2020-05-26

author:

Cientistas criam plantas que brilham e iluminam ambientes

O que mais pode parecer um filme de ficção científica, na verdade é resultado de anos de pesquisa aliado à muita tecnologia. Um grupo de cientistas criou plantas que brilham e produzem sua própria luz, podendo até substituir algumas lâmpadas no futuro. Desenvolvidas de maneira sustentável, as possibilidades são enormes e entre elas, a economia de energia elétrica.

brilho das plantas 1

Publicado na revista Nature Biotechnology, o estudo revela que a bio-luminosidade encontrada em alguns fungos é similar a processos naturais comuns em muitas espécies de plantas, sendo assim, eles implantaram o DNA destes fungos em algumas plantas e, com isso, a luminosidade produzida foi muito maior.

brilho das plantas 2

Segundo os pesquisadores, a luz biológica produzida pelas plantas podem ser usadas com finalidades funcionais e estéticas. Podemos, sim, criar flores brilhantes e outras plantas ornamentais, mas a ideia é de que no futuro, possamos usar árvores para substituir postes de iluminação nas ruas. Seria uma luz verde que teria como fonte energia viva. Isto não é incrível?

brilho das plantas 3

Para Michael Strano – professor de Engenharia Química de Carbono no MIT, a funcionalidade, no entanto, é mais uma questão ambiental: “A iluminação é responsável por grande parte da nossa demanda por energia, representando cerca de 20% do consumo mundial e contribuindo para a emissão de toneladas de carbono na atmosfera. As plantas podem substituir muito mais do que a iluminação do seu escritório, por exemplo. Existe uma pegada de energia enorme que poderia ser substituída por elas”, explica.

brilho das plantas 4

Saúde das plantas

A luz produzida pelas plantas também podem indicar a saúde delas. Ao conectar a produção de luz com suas moléculas fundamentais, o brilho emitido pelas plantas também pode ser usado como um indicador do seu metabolismo, revelando o seu estado fisiológico e suas respostas a fatores externos. Assista o vídeo abaixo para comprender melhor:

 

 

Fotos 1, 2 e 4: Strano Research Group
Foto 3: Nature Biotechnology

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube