Animais

Detentos de São Paulo transformam entulho em casinhas para cães abandonados

2021-04-09

author:

Detentos de São Paulo transformam entulho em casinhas para cães abandonados

E se os detentos aproveitassem o tempo de reclusão para ajudar os animais abandonados? É exatamente isso o que está acontecendo no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Serra Azul, interior de São Paulo. Quatro detentos estão reaproveitando entulhos para construir casinhas, que são distribuídas na região. Uma vez prontas, as casinhas são entregues em ONGs que cuidam de animais abandonados ou que vivem em abrigos temporários da cidade.

casinhas cachorro detentos 1

Tudo começou quando o diretor do CDP, Valdemar Alves, viu uma publicação nas redes sociais, sobre instalação de pontos de comedouros e bebedouros para cães e gatos de rua. Ele então foi atrás do empresário por trás da boa ação para tentar replicá-la no centro de detenção.“Entrei em contato com o Wagner para falar sobre um projeto semelhante desenvolvido em outro presídio da Secretaria da Administração Penitenciária [SAP], que era a construção de casinhas para cães, e me coloquei à disposição para desenvolver essa ação também no CDP de Serra Azul”, relembra Valdemar.

casinhas cachorro detentos 2

E assim, ele aproveitou a experiência do detento Carlos Eduardo Marciano, de 46 anos, que é marceneiro, para ensinar os outros detentos a trabalhar com madeira. “A cabeça da gente muda, porque o lugar em que a gente se encontra não é bom e, trabalhando, estamos distraindo a cabeça. A gente faz de coração, com amor, porque sabemos que estamos ajudando animais abandonados”, diz.

casinhas cachorro detentos 3

As madeiras costumam vir de entulhos ou obras na região, mas Wagner também conseguiu mais apoio de outros empresários, que doaram ferramentas, pregos, lixas e outros materiais necessários. Até agora, 28 casinhas estão prontas e os detentos têm material suficiente para a produção de mais 50. Elas já foram distribuídas em ONGs, e desta forma, quando alguém adota um cachorro, leva a casinha junto.

casinhas cachorro detentos 4

Além de ajudar estes animais a ter uma vida mais digna e confortável, a iniciativa é crucial para a reinserção do preso ao convívio social, como explica Ronaldo César Justino, de 52 anos – que participa do projeto. “Além de ocupar o tempo, ocupa a mente. É bom saber que estamos pagando a nossa dívida com a sociedade e ainda ajudando a cuidar dos animais abandonados. Participar desse projeto nos ajuda a recuperar a autoestima”, afirma.

casinhas cachorro detentos 5

 

Fotos: SAP/Divulgação

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube