Animais

Fotógrafo de vida selvagem registra raríssimo pinguim amarelo no Atlântico

2021-03-29

author:

Fotógrafo de vida selvagem registra raríssimo pinguim amarelo no Atlântico

Os pinguins são conhecidos por sua pelagem preta e branca, mas o fotógrafo belga especializado em vida selvagem Yves Adams conseguiu registrar um singular pinguim amarelo e branco, durante uma uma expedição fotográfica de dois meses pelo Atlântico Sul. Raríssimo, ele destoava em meio a uma colônia de mais de 120 mil pinguins.

pinguim amarelo 1

A viagem aconteceu em 2019, e quando Yves e o grupo pararam em uma ilha na Geórgia do Sul com o intuito de fotografar uma colônia de pinguins-rei, o fotógrafo viu algo que chamou sua atenção: um pinguim amarelo como ele jamais havia visto.

pinguim amarelo 2

Na época, ele compartilhou sua descoberta, o que suscitou uma série de questionamentos sobre a curiosa coloração do pinguim. “Nunca vi ou ouvi falar de um pinguim amarelo antes. Havia 120.000 pássaros naquela praia e este era o único amarelo que havia. Este fenômeno é realmente muito raro e embora desde 2000 haja alguns estudos sobre o leucismo em pinguins, esta doença permanece um mistério para a maioria das pessoas”, disse.

pinguim amarelo 3

Antes de seu registro, acredita-se que até aquele momento, nunca ninguém havia conseguido fotografar um pinguim a apenas 50 metros de distância. Pouco tempo depois da sua publicação viralizar, ele soube que o leucismo é uma condição em que os animais perdem parte da pigmentação normal, o que gera mudanças de cor, manchas na pele, penas ou escamas. No entanto, ao contrário do albinismo, a doença não causa nenhum dano aos olhos.

pinguim amarelo 4

Estudos mostram que a probabilidade de desenvolver esta doença é de 1 em 20.000 a 146.000 nos pinguins, o que evidencia ainda mais o tamanho da sorte deste fotógrafo.

 

 

Fotos: Yves Adams

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube